Logo da beegin
seu portal de investimentos alternativos

Preencha seus dados para acessar o conteúdo!

Enviando seus dados, você também receberá por e-mail conteúdos exclusivos em primeira mão.

Ao enviar, você estará concordando com os Termos de Uso e a Política de Privacidade da beegin.

out 26, 2021
O que é a curva J
Compartilhe

Quando um fundo de investimento tem na carteira ativos com liquidez diária, como ações, o seu valor é calculado a partir da soma dos preços dos ativos presentes em sua carteira. Mas e quando estamos falando de fundos de private equity? Nestes casos, a marcação de preços se dá por meio da curva J.

O que é a curva J

A curva J representa a marcação de preço no tempo (ou evolução do valor da cota de um fundo) de um investimento típico em empresa(s) privada(s), que normalmente captam recursos para investir em crescimento, desenvolvem gradualmente o negócio, e passam a valer mais no mercado.

O seu formato em J reflete os dois ciclos de um fundo de private equity: o de investimento e o de desinvestimento.

O que é a curva J

No primeiro ciclo, o patrimônio do fundo é alocado nas empresas de capital fechado, como startups e scale-ups, e este recurso é investido pelas empresas para alavancarem o seu crescimento. Neste período, como há mais saídas que entradas tanto no fundo quanto nas empresas investidas, os retornos são negativos, impactando o valor da cota.

Última semana para investir na Kuba

Uma vez realizados os investimentos e cumpridos os planos de expansão das empresas investidas, em caso de sucesso, elas começam a apresentar taxas de crescimento crescentes, melhorando o seu fluxo de caixa e, consequentemente, o valuation. Nesta fase, os fundos começam a realizar os exits de seus investimentos, por meio de IPOs, operações de fusão e aquisição ou mesmo vendendo sua participação a outros investidores.

Neste segundo ciclo, o de desinvestimento, busca-se que os retornos passem a ser positivos. Nesse caso, o objetivo é que o valor da carteira aumente, impactando positivamente o patrimônio do fundo e, consequentemente, do investidor cotista.

Importância da curva J

A curva J é a expressão gráfica do retorno de longo prazo dos investimentos em private equity e venture capital. Por meio dela, é demonstrado como os retornos se dão após um ciclo de investimento, nos quais os negócios investidos necessitam aplicar os recursos recebidos para ganhar tração e apresentar resultados potencialmente positivos ao investidor no futuro.

Para os gestores de fundos de private equity, a curva J é utilizada para planejar e medir o resultado do planejamento do portfólio. Autores como Pierre-Yes Mathonet e Thomas Meyer têm desenvolvido estratégias de gestão de portfólio de private equity baseadas na interpretação da curva J, desdobrando-a para frentes como a mitigação da incerteza e a correta avaliação do valuation.

Quer saber mais sobre a indústria de private equity e venture capital? Conheça os cursos de private equity e venture capital da Solum.ed.

Por Bernardo Martins

Bernardo Martins é sócio e head de Educação do Grupo Solum. Economista graduado pela PUC-Rio, foi head de soluções digitais da Cogna Educação e CEO da edtech Stoodi

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *